Logo da beegin
seu portal de investimentos alternativos

Preencha seus dados para acessar o conteúdo!

Enviando seus dados, você também receberá por e-mail conteúdos exclusivos em primeira mão.

Ao enviar, você estará concordando com os Termos de Uso e a Política de Privacidade da beegin.

jun 26, 2020
Como garantir o alinhamento da sua equipe com a empresa?
Compartilhe

Empresas são organismos vivos, que passam por diferentes ciclos e mudanças. O desafio de qualquer liderança é o de se adaptar ao dinamismo do tempo, construindo uma cultura forte com a qual sua equipe se identifique e contribua para perpetuar. 

Mas essa trajetória é cheia de desafios. Instituições que crescem muito rápido, por exemplo, em diversos casos, estão sujeitas a falhas de planejamento, ruídos de comunicação e falta de transparência, o que pode trazer desconforto para as pessoas e comprometer a produtividade.

Por isso que garantir o alinhamento é muito mais trabalhoso do que a maioria das pessoas imagina. Afinal, não estamos falando apenas de planos de cargos, salários e incentivos e, sim, de incorporação dos valores, respeito aos ritos e sentimento de pertencimento. 

Algumas práticas podem ajudar na gestão de pessoas e objetivos, promovendo um maior alinhamento do time com a empresa:

Contratar corretamente

As urgências do dia a dia não devem atropelar certos ritos, e a parte mais importante de um negócio são as pessoas. Desse modo, estruturar um processo adequado de contratação, promovendo entrevistas com diferentes lideranças e colaboradores chave da equipe, faz muita diferença para entender melhor o perfil do candidato e avaliar se ele, de fato, se encaixa à cultura da empresa. Sem contar, que é uma forma de valorizar a vaga para o entrevistado e ainda as opiniões do time envolvido no processo.

Não menos importante, o momento da entrada de cada novo profissional na equipe deve ser cuidadoso, e todo esforço para integrar aquela pessoa o quanto antes, só aumenta as chances de encaixá-la bem na vaga.

Prezar pela comunicação na equipe

Cada líder tem sua forma, e-mail ou grupos de WhatsApp, comunicados inusitados ou periódicos. O importante é dividir informações, alinhar objetivos, atualizar metas e deixar todos na mesma página sobre mudanças, novas oportunidades e marcos atingidos. Isso só reforça a sensação de pertencimento das pessoas, que se sentem parte da história da empresa.

Um exemplo de informe que faz muito sentido, principalmente em instituições que vão ganhando tamanho, é avisar sobre novos integrantes do time, explicando o perfil e a função para a qual estão sendo contratados. Algo fundamental para quem entra e para quem já está na empresa.

Comemorar vitórias 

Não precisa fazer festa, proporcionar algo caro, já que austeridade é um valor importante nos negócios. Entretanto, a vida não é só pressão. Sendo assim, uma boa alternativa talvez seja a criação de ritos. 

Como investir em startups

Já trabalhei em uma empresa que mantinha um sino no salão para comemorar quando uma meta importante era alcançada. Quem se aproximava do sino, pedia a atenção e explicava o feito antes de fazer o maior barulhão e provocar aplausos de todos, era divertido. Cinco minutos apenas, e fazia toda diferença, gerando comemoração de todos e reconhecimento para os envolvidos.

Avaliar pessoas e medir resultados 

Avaliações periódicas de toda equipe, associada a uma cultura de gestão de metas e resultados, faz com que as pessoas se sintam mais desafiadas a desempenhar cada vez melhor suas respectivas funções.

Existem sistemas disponíveis no mercado, mas muitas empresas desenvolvem seus próprios métodos de avaliação, que normalmente melhoram com o tempo, porque cada edição é um processo de aprendizado. O importante é intensificar a percepção do colaborador de que ele é visto e reconhecido pelo atingimento de suas próprias metas.

Criar uma estrutura de remuneração e incentivos 

Empresas menos maduras têm vários desafios para atrair pessoas e compor times, sendo normal que existam termos diferentes negociados com aquelas que são contratadas. Contudo, a urgência pela definição de regras claras e planos de carreira deve persistir na cabeça de todo líder.  

O motivo é que as pessoas precisam se sentir seguras, tendo condições de vislumbrar caminhos de crescimento, traçar seus objetivos e fazer seus planos de vida.

A política de remuneração de uma empresa varia muito em função do setor, área e cultura dos empreendedores, mas mecanismos de incentivo como bônus periódicos e programas de ações para executivos sempre geram um ambiente propício à meritocracia e aumentam a produtividade das equipes. 

Exercendo a disciplina de reavaliar periodicamente esses pontos, as principais lideranças ficam em condições mais favoráveis de evitar alguns problemas e situações bem comuns, capazes de minar o potencial de suas empresas, como: 

Produtividade abaixo do potencial, causada por falta de motivação e um sistema que incentive o melhor desempenho;

Insatisfação, ruídos de corredores, má comunicação, coisas que afetam o bom clima da empresa e deterioram boas relações, normalmente provocadas por falta de transparência;

Pedidos de demissão inesperados de pessoas que enxergam maiores oportunidades de crescimento e motivação pessoal em outras empresas.

O maior alinhamento de sócios e colaboradores com a empresa é fundamental para manter um ambiente produtivo, próspero e mais leve. Assim, instituições que consigam ser mais transparentes, transmitindo segurança e fazendo com que seus times se sintam parte do negócio, largam na frente para realmente construir histórias de sucesso. 

Por Patrícia Stille

CEO da beegin, sócia cofundadora e membro do conselho do Grupo Solum. Ex sócia da XP, onde foi head da área de Fundos de Fundos (FoF) e co-responsável pela estruturação da plataforma de fundos e área de alocação

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *