Logo da beegin
seu portal de investimentos alternativos

Preencha seus dados para acessar o conteúdo!

Enviando seus dados, você também receberá por e-mail conteúdos exclusivos em primeira mão.

Ao enviar, você estará concordando com os Termos de Uso e a Política de Privacidade da beegin.

ago 18, 2021
Vida Veg recebe aporte
Compartilhe

A Vida Veg, empresa de produtos veganos, recebeu um aporte de R$ 18 milhões da X8 Investimentos, gestora de growth capital, de recursos voltados para negócios em fase intermediária de crescimento. A empresa deve usar o aporte para ampliar seu portfólio de produtos, modernizar a fábrica atual e colocar seus itens em mais pontos de vendas, pensando inclusive em exportação para países como Portugal. Hoje a marca está presente em 5 mil pontos de venda, por meio de grandes redes de supermercados.

A empresa tem hoje uma lista de apenas 30 produtos focados, principalmente, em leite vegetal e derivados. Desde de 2020, passou a produzir também carne vegetal, segmento no qual tem entre seus principais concorrentes a Fazenda Futuro. Nas contas da empresa, seus produtos usam de 90% a 99% menos água para serem produzidos em relação aos que são de origem animal.

Voltada para as classes A e B, a Vida Veg também tem a ambição de conseguir baratear os produtos para atingir camadas da população com menos recursos disponíveis. Para isso, porém, é preciso avançar em questões tributárias que não favorecem alimentos dessa categoria. A empresa não divulga seu faturamento atual, mas afirma que sua meta é crescer 10 vezes de tamanho no intervalo de 2020 a 2025. Segundo o fundador do negócio, Anderson Rodrigues, o momento é de expansão. “Damos pouco lucro. O foco agora é o crescimento”.

Thomas Edison

Potencial de avanço e o impacto são os motivos que levaram a X8 Investimentos apostar no negócio, segundo Eduardo Grytz e Carlos Miranda, chefe de operações e presidente executivo da X8 Investimentos, respectivamente. “Trabalhamos com empresas nas quais, se retirarmos o impacto, a empresa deixa de existir”, diz Miranda. Ou seja, para ser investida pelo fundo X8, a empresa tem de ter critérios de sustentabilidade no coração do seu negócio.
O fundo tem hoje R$ 60 milhões sob gestão e pretende chegar a R$ 200 milhões. O investimento na Vida Veg é o primeiro a ser anunciado para esse novo fundo da gestora, mas Grytz e Miranda já apontam que há outra empresa engatilhada para receber aporte.

O fundo faz parte do Capria Investimentos, um fundo de fundos que tem entre seus apoiadores o fundador da Microsoft, Bill Gates. Antes chamada BR Opportunities, a gestora X8 tem entre seus casos de sucesso o investimento na empresa de produtos naturais Mãe Terra. A marca teve sua receita líquida quadruplicada e foi 100% vendida para a Unilever em 2017.

“Antes, quando falávamos de impacto social, as pessoas achavam que éramos abraçadores de árvores”, diz Miranda. Ele afirma que a pandemia intensificou a busca por investimentos com impacto ambiental e social e que, hoje, já se entende que empresas que não olham para critérios de sustentabilidade vão desaparecer no futuro.

Além disso, Grytz, diretor de operações, lembra que o mundo vive um momento em que o dinheiro está trocando de mãos, com a chegada de novas gerações às tomadas de decisões em family offices, por exemplo.

Por Estadão Conteúdo

O Estadão Conteúdo fornece conteúdo amplo e abrangente, produzido por uma equipe especializada que envolve mais de 500 profissionais, 24 horas por dia, 7 dias por semana, com cobertura dos fatos nacionais e internacionais nas áreas de política, geral, economia, agronegócios, finanças, esportes, variedades, entre outros.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *