Clube FII

Icone de apresentação
R$ 5.000.000,00
Valor alvo máximo
Icone de apresentação
R$ 2.000,00
Investimento mínimo
Icone de apresentação
17/05/2022
Data de abertura
Icone de apresentação
Tecnologia
Setor
Icone de apresentação
R$ 3.335.000,00
Valor alvo mínimo
Icone de apresentação
R$ 22.550.000,00
Valuation pre-money
Icone de apresentação
12/11/2022
Data de encerramento
Icone de apresentação
11x em 5 anos
Rentabilidade Alvo
Captado: R$ 1.726.500,00
Alvo máximo: R$ 5.000.000,00
9%
24%
66%
Liquidado 9.7%
Investido 24.8%
Disponível 65.5%
Mercado
Descrição

Criados há cerca de 30 anos, os FIIs possuem números que o mercado de ações demorou mais de 100 anos para atingir. É apenas uma questão de tempo para esse mercado superar o número de investidores em ações no país.

O mercado de Fundos Imobiliários (FIIs) cresceu quase 700% entre dez/2018 e abr/2022, mas ainda tem apenas 1,6 milhões de investidores. Sendo que 1 a cada 5 pessoas que investem em FIIs é usuária do Clube FII.

Os FIIs são a modalidade de investimento que mais cresce no Brasil. Sua vantagens e benefícios têm atraído muitos investidores, desde os pequenos até os grandes.

Além disso, são mais 400 fundos imobiliários listados na B3 com R$140 bilhões de capitalização de mercado total, R$126 bilhões de patrimônio líquido.


Mercado:

TAM (demanda total do mercado): 156M (população potencial economicamente ativa)

SAM (mercado endereçável): 17,5M (Planejadores + Poupadores)

SOM (previsão realista de aquisição): +4,2M (CPFs únicos cadastrados na B3)


Maturidade de Mercado
Introdução
Crescimento
Maduro
Declínio
Concentração de Mercado
Pulverizado
Em desenvolvimento
Consolidação
Saturado
Concentração de Fornecedores
Poucos
Alguns
Muitos
Empresa
Oportunidade de Investimento

O Clube FII em números:

+288 mil usuários cadastrados (~20% dos investidores de FIIs)

+230 mil mensagens trocadas no fórum do Clube FII (2021)

+30 milhões de page-views (2021)

+7,5 milhões de visitas ao site (2021)

+3 milhões de usuários únicos no site (2021)

~3,5 mil assinantes ativos (equivalente a 1,2% do total)

+170 mil seguidores nas redes sociais dos sócios

+150 mil seguidores do Clube FII nas redes sociais; (Instagram + Youtube + Twitter + LinkedIn + Facebook)

LTV: R$ 380

LTV / CAC: 3,86x

Pitch Deck
Histórico

Rodrigo Cardoso de Castro começou a investir em Fundos Imobiliários em 2009. A partir do seu fascínio pela facilidade que encontrou em investir em imóveis através de FIIs, teve a ideia de criar um site especializado em FIIs, contendo informações de fácil leitura, para que um público que esteja acostumado a investir em imóveis físicos, possa entender facilmente o funcionamento dos Fundos Imobiliários. Daí, então, surgiu o Clube FII. Rodrigo Cardoso de Castro acredita que a indústria de FIIs no Brasil está apenas começando e visualiza um grande potencial de crescimento, com entrada de mais investidores entendendo as vantagens e as facilidades que somente são encontradas neste tipo de investimento.


Bônus para investidores da rodada:

Crédito no valor de R$190,80 para assinatura de qualquer plano do Clube FII. Consulte o regulamento.

Estágio de Maturidade
Validação
Estruturação
Crescimento
Fase Operacional
Pré-operacional
Operacional
Público Alvo

Brasileiros, investidores e interessados em Fundos Imobiliários e ativos alternativos.

Principais Executivos

Rodrigo Cardoso

CEO e Fundador

Felipe Guinle

Co-CEO e Investidor

Arthur Vieira de Moraes

Diretor de Comunicação & Educação

Felipe de Paula Ribeiro

Diretor de Investimentos Alternativos

Maycon Brito

CTO
Financeiro
Principais Indicadores
Atualizado em : 05/2022
Usuários Cadastrados
+288 Mil
Novos cadastros/Mês
+5,5 Mil
Usuários únicos no site
+ 3 Milhões
Carteiras cadastradas
+ 70 Mil
Informações Essenciais da Oferta
Documentos importantes
Explicação do Contrato de Investimento

O contrato de investimento assinado pelo investidor representa um mútuo conversível, pelo qual o investidor aporta recursos na Sociedade Emissora em troca de futura participação societária, mediante conversão do mútuo*, nos termos da Cláusula 4ª do contrato de investimento. 


Para realização da presente Oferta, e com o fito de consolidar todos os investidores da presente Oferta, foi constituído um sindicato de investimento participativo, que será instrumentalizado através de uma Sociedade em Conta de Participação cujo Sócio Ostensivo é o Investidor Líder. 


Após a assinatura do contrato de investimento, o investidor realizará a cessão de sua posição contratual para o veículo de investimento. 


Posteriormente, no ato da conversão, o investidor terá a faculdade de converter sua participação diretamente na Sociedade Emissora ou no veículo de investimento.


É imprescindível a leitura dos documentos jurídicos da Oferta pelo investidor, além da leitura das demais Informações Essenciais da Oferta.


*Até a conversão do mútuo, o investidor não é sócio da Sociedade Emissora, de forma que só terá os direitos e deveres de um sócio a partir da conversão. Os direitos do investidor previamente à conversão estão regulados no contrato de investimento.


Termos negociados

(i) Objeto da Emissora: a Sociedade Investida emissora dos Títulos de Dívida tem por objeto a prestação de serviços de assessoria e consultoria na área financeira e de fundos de investimentos imobiliários, incluindo promoção de cursos e palestras, com a utilização de plataformas e canais tecnológicos de serviços, e, ainda, a prestação de serviços de disponibilização de espaços para anúncios online em seu site;

(ii) Oferta Pública: a Oferta será realizada por meio de distribuição pública, com dispensa de registro na CVM, por meio da Plataforma Beegin Invest, nos termos da ICVM 588;

(iii) Valor global da Oferta: R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);

(iv) Prazo: O prazo para captação da Oferta será de até 180 (cento e oitenta) dias contados da data de início da Oferta, correspondente à data de 17 de maio de 2022 até 12 de novembro de 2022, podendo ser encerrada antes desta data;

(v) Data de Vencimento: 5 (cinco) anos, a contar da data do Encerramento da Oferta;

(vi) Montante Máximo de Captação: A Sociedade Investida tem interesse em captar, por meio da Oferta, até R$ 5.000.000,00 (cinco milhões de reais);

(vii) Montante Mínimo de Captação: Caso haja distribuição parcial o valor mínimo da captação deverá ser igual ou superior a R$ 3.335.000,00 (três milhões, trezentos e trinta e cinco mil reais);

(viii) Distribuição Parcial: A qualquer momento poderá a Sociedade Investida decidir pela distribuição parcial da Oferta, desde que atingido o Montante Mínimo de Captação da Oferta;

(ix) Destinação de Recursos: os recursos captados pela Sociedade Investida com a Oferta serão destinados para (i) Taxa de Distribuição devida à Plataforma; (ii) Tecnologia; (iii) Comercial; e (iv) Opex/Load.

(x) Valor Nominal Unitário: Os Títulos de Dívida possuem o valor nominal unitário de R$ 100,00 (cem reais);

(xi) Porcentagem do Capital Social da Emissora que será objeto da Oferta: Até 18,149% (dezoito inteiros, um décimo, quatro centésimos e nove milésimos por cento), podendo ser efetivamente subscrito entre 12,105% (doze inteiros, um décimo e cinco milésimos por cento) e 18,149% (dezoito inteiros, um décimo, quatro centésimos e nove milésimos por cento), a depender do valor final efetivamente captado na Oferta;

(xii) Conversibilidade: Os Títulos de Dívida serão convertidos em Ações Ordinárias ou Ações Preferenciais;

(xiii) Atualização Monetária: Não haverá;

(xiv) Juros Remuneratórios: Não Haverá;

(xv) Garantias: Não Haverá; e

(xvi) Encerramento: a Oferta encerrar-se-á quando de sua conclusão com êxito ou de seu cancelamento por falta de êxito. A conclusão com êxito da Oferta dar-se-á sempre que: (i) atingido o Montante Máximo de Captação; ou (ii) efetivada a Distribuição Parcial. Já o cancelamento da Oferta dar-se-á sempre que (i) encerrado o Prazo sem que se tenha atingido o Montante Mínimo de Captação da Oferta; (ii) por determinação da Sociedade Emissora; ou (iii) for assim decretado pela CVM, nos termos da ICVM 588.

Direitos dos Investidores e Empresas

Hipóteses de Conversão Automática.

Nas seguintes hipóteses os Títulos de Dívida Conversível serão automaticamente convertidos em ações de emissão da Sociedade Emissora ("Ações"), que deverá ser constituída em forma de sociedade anônima, nos termos especificados no Acordo de Investimento em 3.1(xii): (i) na Data de Vencimento; (ii) na hipótese de venda ou alienação, em uma ou em série de operações correlatas, da totalidade dos negócios e ativos da Sociedade Emissora, ou de quotas ou ações da Sociedade Emissora representativas do controle da Sociedade Emissora por parte do sócio controlador da Sociedade Emissora (“Sócio Controlador”). Para fins deste item, será considerado "Controle" (conforme definição de controle prevista no artigo 116 da Lei 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada), direto ou indireto da Sociedade Emissora; (iii) o Sócio Controlador da Emissora: (a) decida exercer o Drag Along; ou (b) o Investidor decida exercer o Tag Along; e (iv) no caso de oferta pública inicial de ações da Sociedade Investida ("IPO"), mediante notificação pela Sociedade Emissora, ao Investidor. 

Do Adimplemento em Ações.

O Investidor só receberá, como contrapartida do Investimento, ações da Emissora. A Sociedade Emissora não poderá, em nenhuma hipótese, exigir que o Investidor receba dinheiro, ao invés de ações, como contraprestação de seu Investimento.

Tag Along.

Na hipótese de qualquer dos Sócios e/ou o Investidor Líder pretenderem aceitar uma proposta de um terceiro para alienar, direta ou indiretamente, de forma voluntária ou em decorrência do recebimento de uma oferta vinculante de terceiro interessado (“Terceiro Adquirente”), Ações da Emissora a terceiros (“Oferta de Compra”), desde que a participação que é objeto da Oferta de Compra corresponda a, no mínimo, 25% (vinte e cinco inteiros por cento) do capital social votante e total da Sociedade Emissora, o Investidor terá o direito (mas não a obrigação), de exigir que o(s) Sócio(s) e/ou o Investidor Líder transfiram, juntamente com as respectivas Ações objeto da Oferta de Compra, as Ações de sua titularidade em decorrência da Conversão em Ações, pelo mesmo preço por ação e nas mesmas condições constantes da Notificação de Oferta, em quantidade proporcional às Ações objeto da Oferta de Compra em relação ao total de Ações de titularidade do alienante, ou, no caso de alienação do Controle da Sociedade Emissora, a totalidade das Ações de sua titularidade (“Tag Along”).

Drag Along.

Caso Rodrigo e ENE obtenham uma proposta firme, irrevogável e irretratável de um Terceiro Adquirente para alienar, direta ou indiretamente, de forma voluntária ou em decorrência do recebimento de uma oferta vinculante, a totalidade de suas Ações ("Oferta de Compra Drag Along"), Rodrigo e ENE estarão investidos do direito de exigir que o Investidor venda também as Ações de sua titularidade em decorrência da Conversão em Ações, na mesma proporção, nos mesmos termos e por preço igual ao preço por ação oferecido Rodrigo e ENE ("Drag Along"). 


Distribuição do Investimento - Mínimo

Em cenário de captação máxima ou mínima, descontada a taxa de distribuição da Plataforma:


(i) Tecnologia: 49%


(ii) Ramp Up Comercial: 26%


(iii) Opex e Load: 25%"

Distribuição do Investimento - Máximo

Em cenário de captação máxima ou mínima, descontada a taxa de distribuição da Plataforma:


(i) Tecnologia: 49%


(ii) Ramp Up Comercial: 26%


(iii) Opex e Load: 25%"

Perspectivas
Projeções
Faturamento
(-) Despesas
Pessoal
Vendas
Administrativo
Marketing
Outros
(=)EBITDA
(=)Lucro líquido
Explicação das Projeções

Para atingir os resultados propostos o Clube FII irá realizar alguns investimentos estratégicos como: expansão do time de tecnologia, criação de novos modelos de monetização, formação de um time-chave, vendas & marketing 2.0, conteúdo (eventos e podcasts), research próprio, marketplace de relatórios de casas parceiras e cobertura de outros produtos como CRI, CRA e FIDC.


Assim, o Clube FII pretende utilizar os recursos captados nas seguintes proporções: 

Tecnologia: 49%

  • Desenvolvimento de novos produtos
  • Infraestrutura de TI

             

Comercial: 26%

  • Marketing     
  • Vendas    
  • Customer Success     

             

Capex + Opex + Load (Rebates e Comissões): 25%

  • Capex
  • Opex   
  • Load (Rebates e Comissões) 


Como forma de alcançar as metas de faturamento propostas, com os devidos investimentos realizados, o Clube pretende possuir mais de 1 milhão de usuários registrados em 2027, assumindo um mercado de cerca de 4 milhões de investidores de FIIs registrados.


Societário
Distribuição da Participação Societária

Atual

  • Rodrigo Cardoso de Castro: 63.2%
  • ENE Clube Participações LTDA: 36.8%

Pós-Rodada

  • Rodrigo Cardoso de Castro: 44.61%
  • ENE Clube Participações LTDA: 15.09%
  • Solum Consultoria de Negócios LTDA: 15.09%
  • Felipe Blundi Guinle: 5.37%
  • João Otávio Pinheiro Olivério: 1.69%
  • Investidores Beegin: 18.15%
Distribuição da Participação Societária: Pós-Rodada
  • Rodrigo Cardoso de Castro: 44.61%
  • ENE Clube Participações LTDA: 15.09%
  • Solum Consultoria de Negócios LTDA: 15.09%
  • Felipe Blundi Guinle: 5.37%
  • João Otávio Pinheiro Olivério: 1.69%
  • Investidores Beegin: 18.15%
Riscos
Riscos Gerais
Risco de Tecnologia (baixo risco)
Interno
A empresa precisa manter seu alto padrão de tecnologia e sistemas para estar a frente da evolução do setor.
Risco Pessoas-Chave (baixo risco)
Interno
Todos os executivos demonstram um alto nível de comprometimento com a operação, estando alinhados com as metas de evolução da empresa.
Risco de Execução (médio risco)
Interno
De maneira a alcançar todos os objetivos propostos, será necessário comprometimento da equipe e a manutenção de seus processos internos com qualidade.
Risco Concorrência (baixo risco)
Externo
O Clube FII atualmente é a maior plataforma especializada em fundos imobiliários no Brasil, e com a rodada de investimento pretendem crescer ainda mais no setor, se destacando ainda mais da concorrência.
Fórum
Ver mais